quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Assistir TV a noite ou passar a madrugada na frente do computador são fatores de risco para a depressão, diz pesquisa.

O excesso de televisão e de computador é algo comum em pleno século XXI, afinal, a geração tecnologia gosta de dedicar boa parte do tempo a este tipo de entretenimento, especialmente as crianças e os jovens.

Sabe-se que passar horas vendo TV ou navegando pela internet são hábitos de uma vida sedentária, afinal, o indivíduo adota uma alimentação hipercalórica e faz poucos exercícios físicos.

Recentemente foi constatado que a exposição à luz artificial de aparelhos como televisor e notebook durante a noite pode elevar as chances de depressão. TV e computador durante a noite fazem mal para a saúde mental.

Uma pesquisa realizada pelo Centro Médico da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, revelou que passar muito tempo diante da televisão ou do computador à noite aumenta as chances do indivíduo sofrer com depressão. Os resultados do estudo foram publicados no periódico Molecular Psychiatry na última terça-feira (24/07/12).

Para chegar à conclusão de que excesso de TV ou computador compromete a saúde mental, os pesquisadores norte-americanos realizaram testes com hamsters, que viram expostos a uma forte luz artificial em uma sala escura. O efeito da TV durante o período da noite foi simulado por quatro semanas seguidas.

A luz artificial do computador também afeta a saúde mental. Depois de submeter os animais ao experimento, os pesquisadores analisaram as alterações cerebrais e comportamentais. Em seguida, foi feita uma comparação com outros hamsters que permaneceram em uma sala escura, mas sem a luz que representava a televisão ligada durante a noite.

De acordo com o estudo, o excesso de luz artificial da televisão ou do computador não causa apenas mudanças comportamentais, mas também afeta a região do hipocampo do cérebro com alterações físicas, parecidas com as mudanças cerebrais desencadeadas em virtude da depressão.

Os pesquisadores também observaram que, os hamsters que ficaram expostos à luz artificial, se mostraram menos ativos em comparação aos outros animais. Eles não tinham tanto interesse em beber água com açúcar, por exemplo. O estudo desenvolvido nos Estados Unidos serve de alerta para as pessoas, que costumam passar a madrugada toda usando o computador ou assistindo televisão.

A descoberta de que a luz artificial eleva o risco de depressão pode impulsionar mudanças de hábito, ou seja, incentivar os indivíduos a reduzir o tempo de exposição para não sofrer com os efeitos nocivos. 

Sinais da depressão: A depressão é um distúrbio afetivo que compromete a mente, o corpo e as relações sociais do indivíduo. Entre os principais sintomas da doença, estão: angústia, irritabilidade, ansiedade, pessimismo, falta de concentração, ansiedade, tristeza excessiva, fadiga e perda de interesse.    (Fonte: r7 Notícias)

Nota:
Mais uma vez comprova-se que o equilíbrio é uma virtude que deve ser perseguida. O desequilíbrio e o excesso sempre serão prejudiciais.

Além disso, tem o fato de que a maioria dos programas de TV e sites acessados na madrugada não possuem um conteúdo digno de recomendação. Também precisamos considerar que o sono é um remédio de Deus e não deve ser negligenciado.

Quando "O sono é perturbado, cansam-se o cérebro e os nervos, é prejudicado o apetite para a refeição matutina, o organismo todo não se restaura, e não estará preparado para os deveres do dia." (Ellen White, Educação, 205).

Pense nisto quando te convidarem pra ficar madrugada adentro assistindo um filme ou conversando na rede.

Pr. Evandro Fávero

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More