domingo, 22 de julho de 2012

Resumo da lição número 4 da Escola Sabatina

 
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA BAIXAR O POWER POINT

Título: Alegria e Gratidão 

Texto-chave 

“Sempre damos graças a Deus por todos vocês, mencionando-os em nossas orações. Lembramos continuamente, diante de nosso Deus e Pai, o que vocês têm demonstrado: o trabalho que resulta da fé, o esforço motivado pelo amor e a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo.” I Tessalonicenses 1:2 e 3

Objetivos 

1. Paulo sabia da importância da oração. Abriu a carta aos Tessalonicenses falando sobre a oração.

2. A Plena certeza da salvação está somente em Cristo.

3. O verdadeiro modelo a ser seguido é Cristo.

Verdade Central 

Visão profunda de como os novos convertidos lidavam com os desafios que vêm depois que o evangelismo ocorre. (pós-evangelismo)

Domingo: Uma oração de gratidão (1Ts 1:1-3) 

Paulo foi o autor da carta aos Tessalonicenses, mas era agradecido pelo apoio de seus cooperadores, e fazia menção em suas orações.

Que coisas motivaram a gratidão de Paulo, Silas e Timóteo? O que essas coisas significavam na prática? Como se manifestavam na vida diária? Por exemplo, como "o trabalho que resulta da fé" se expressa na nossa maneira de viver? 1Ts 1:1-3

• Saudação grega é visto como “Paz”, e nesta carta Paulo usa uma saudação familiar judaica, “shalom” em hebraico, “Graça” e “Paz”.

• O testemunho da igreja era vivo e eficaz e isto deu esperança ao apóstolo Paulo para fazer uma oração de gratidão.

Pense nisto: Se o Apóstolo Paulo visitasse uma Igreja Adventista do 7º Dia numa quarta feira ele faria uma oração para agradecer ou suplicaria misericórdia a Deus?

Segunda-feira: Deus escolheu você (1Ts 1:4) 

Se a Eleição é uma escolha divina, aqueles que não são escolhidos não podem ter a salvação? Porque alguns que são escolhidos acabam recusando este presente?

Quem escolhe realmente, Deus ou homem?

• Josué 24:15 - Ele escolheu servir a Deus?

• I Timóteo 2:4 - Deus deseja que todos sejam salvos.

• Apocalipse 3:20 - Confirma o desejo de Deus em Salvar

Pense no que significa saber que você foi "escolhido" por Deus, que Ele deseja que você seja salvo e que a perdição não faz parte do desejo de Deus para nós. Isto lhe motiva a ser amigo de Deus?

Terça-feira: Segurança em Cristo (1Ts 1:5)

Uma criança tem segurança em seu pai porque ela confia nEle. Como podemos obter a certeza de que estamos justificados diante de Deus? Na vida dos tessalonicenses, quais eram as evidências que indicavam para Paulo que eles estavam justificados diante de Deus? 1Ts 1:5

• As boas novas da salvação aos tessalonicenses tem sentido duplo: não somente em palavras, mas pelo poder do Espírito Santo.

• Pelo bom procedimento dos tessalonicenses (Igreja Viva). Amor ao próximo.

 Como podemos saber se o Espírito Santo está realmente na nossa vida e na igreja? Gl 5:19-23; 1Co 12:1-11

• O "fruto" do Espírito é uma poderosa evidência de que Deus está atuando ativamente.

• Quando o Espírito Santo é uma presença viva, coisas que não são naturais para os seres humanos pecadores começam a se tornar naturais.

Quanta certeza da salvação você tem? No fim, em quê essa certeza deve estar apoiada?

Quarta-feira: Fazer o que Paulo faria (1Ts 1:6, 7) 

Ilustração: Durante a minha infância vivi no sítio e lá existia uma macaquinha, que era um animal de estimação, que aprendeu a lavar roupas, escovar os dentes e pentear os cabelos tendo como exemplo aquilo que nós fazíamos.

Por que os tessalonicenses se tornaram imitadores de Paulo? Como devemos entender isso à luz da ideia de que Cristo é nosso maior exemplo? 1Ts 1:6, 7

Afinal, Paulo não tinha ilusões sobre si mesmo nem sobre seu caráter (1Tm 1:15). Quais são os cuidados que precisam ser tomados quando imitamos alguém?

• Muitas vezes advertimos as pessoas de que é perigoso imitar outras pessoas, a não ser Cristo. Isso é verdade, porque até mesmo as melhores pessoas nos decepcionarão algumas vezes.

• Exemplo infalível - Heb. 12: 02 - O que Jesus fez, e faria, é um modelo muito mais seguro do que o que o próprio Paulo.  

Quinta-feira: Mais evidências da fé (1Ts 1:8-10) 

Que evidências adicionais da fé dos tessalonicenses foram apresentadas por Paulo? 1Ts 1:8-10

1. Eles eram testemunhas vivas, tanto na Macedônia, Acaia e toda a parte.

2. Primeiro, eles eram um modelo de esforço evangelístico e sucesso.

3. Eles estavam dispostos a ser ensinados.

4. Também estavam dispostos a fazer mudanças radicais na vida, como abandonar ídolos e outras formas populares de adoração.

Os crentes de Tessalônica eram verdadeiros missionários. Mediante a graça de Cristo, uma transformação maravilhosa se havia operado na vida deles; e a Palavra do Senhor, pregada por eles, era acompanhada de poder. Por intermédio das verdades apresentadas, corações foram alcançados e, pessoas acrescentadas ao número dos cristãos.

Conclusão 

 O Que alegra o coração de um evangelista? Quando Silas e Timóteo chegaram da Macedônia, encontraram-se com Paulo em Corinto trazendo as boas notícias dos irmãos que haviam aceitado a mensagem e estavam firmes na fé.

 “Nessa carta à igreja de Tessalônica, o apóstolo expressou sua gratidão a Deus pelas alegres novas do progresso por eles alcançado na fé”.

 “Sempre damos graças a Deus por todos vocês, mencionando-os em nossas orações. Lembramos continuamente, diante de nosso Deus e Pai, o que vocês têm demonstrado: o trabalho que resulta da fé, o esforço motivado pelo amor e a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo" (1Ts 1:2, 3, NVI).

 “Muitos dos crentes de Tessalônica se haviam convertido dos ídolos a Deus, ‘para servir o Deus vivo e verdadeiro’... O apóstolo declarou que, em sua fidelidade em seguir ao Senhor, eles haviam sido ‘exemplo para todos os fiéis na Macedônia e Acaia’” (1Ts 1:6-9, RC; Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 255, 256).

Perguntas para reflexão 

1. Paulo dedicou grande parte dessa carta dando graças a Deus pelos tessalonicenses. Que papel a ação de graças pode ou deve ter em nossa experiência de adoração, tanto pessoal quanto coletivamente?

2. Se as pessoas ao seu redor estivessem procurando evidências da fé, o que eles achariam em sua igreja? O que poderia, ou deveria, ser diferente?

3. Por que é tão importante encorajar os outros? Ao mesmo tempo, por que devemos ter cuidado ao fazer isso?

Pense Nisto: As pessoas podem duvidar do que você diz, mas elas sempre acreditarão no que você faz.

Pr. Cláudio Araújo 
Pastor do Distrito de Foz do Iguaçu-Central, pertencente à Associação Norte Paranaense – ANP

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More