Clique aqui para conhecer mais

Artigos e Notícias sobre Pequenos Grupos.

União Sul Brasileira

Site com as notícias da Igreja Adventista.

Estudos Bíblicos

São 8 estudos bíblicos com assuntos diversos para computadores e smartphones.

Ministério Pessoal da DSA

História, Notícias, Materiais e outros.

SITE TEMPLOS DE ESPERANÇA

Conheça o projeto para implantar novas Igrejas no Sul do Brasil.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

POSIÇÃO OFICIAL DA IGREJA ADVENTISTA SOBRE A REPERCUSSÃO DA GRIPE SUÍNA

Mais de 75 mil alunos de estabelecimentos da Rede de Educação Adventista nas regiões Sul e Sudeste vão começar as aulas mais tarde, no segundo semestre, por conta da gripe suína. Conforme a Rede informou na tarde desta quinta-feira, dia 30 de julho, as aulas recomeçarão somente em agosto em pelo menos 29 unidades escolares do Rio Grande do Sul, 20 no Paraná, 9 no Rio de Janeiro e 76 em São Paulo, o que inclui universidades e internatos. Na Argentina, foram canceladas todas as atividades escolares da rede adventista durante o mês de julho, o que expandiu o recesso escolar de duas para quatro semanas. Em alguns estabelecimentos de ensino do país vizinho, as aulas só voltarão no dia 3 de agosto. O motivo dessa ação é o cuidado que a instituição tem com o risco de contágio entre as crianças e os adolescentes.
Conforme o líder geral dos adventistas do sétimo dia para a América do Sul, pastor Erton Köhler, em alguns locais, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde pública, até mesmo eventos de grande porte e reuniões públicas têm sido evitados. No Peru e no Paraná, por exemplo, foram canceladas grandes concentrações de pessoas onde poderia ocorrer contaminação. “A igreja está pronta para ajudar a limitar o contágio, pois nossa preocupação é com a saúde de todos. Diante do aumento do contágio e vítimas, recomendamos cuidados em todas nossas instituições religiosas, sociais e educacionais”, comenta Köhler.
Felipe Lemos - Jornalista da Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia
Para mais informações clicle aqui

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Dez Mandamentos das relações humanas

Relacionar-se com as pessoas de maneira gentil e atenciosa não é somente um requisito para ser um bom vendedor, mas também para ser um bom vizinho, um bom amigo, etc. Vale lembrar que Jesus disse que devemos amar o próximo como a nós mesmos (Mateus 22: 39). E Paulo considerou: "nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo" (Filipenses 2:3)
Por isso, creio que vale a pena ler estes conselhos abaixos sobre um bom relacionamento, que foi intitulado "Os Dez Mandamentos das Relações Humanas".

1. FALE com as pessoas. Nada há de tão agradável e animado quanto uma palavra de saudação, particularmente hoje em dia, quando precisamos de mais sorrisos amáveis!

2. SORRIA para as pessoas. Lembre-se que acionamos 72 músculos para franzir a testa e somente 14 para sorrir!

3. CHAME as pessoas pelo nome. A música suave para muitos ainda é ouvir o seu próprio nome!

4. Seja AMIGO e prestativo. Se você quiser ter amigos, seja amigo!

5. Seja CORDIAL, fale e aja com toda sinceridade: tudo o que você fizer, faça-o com todo o prazer!

6. INTERESSE-SE sinceramente pelos outros. Lembre-se que você não conhece tudo e, portanto, muitas vezes não sabe o que outros sabem.

7. Seja GENEROSO em elogiar, CAUTELOSO em criticar. Os verdadeiros líderes elogiam, sabem encorajar, dar confiança e elevar os outros!

8. SAIBA considerar os sentimentos dos outros. Existem três lados numa controvérsia: o seu, o do outro e o lado de quem está certo!

9. PREOCUPE-SE com a opinião dos outros. Três comportamentos de um verdadeiro líder: ouça, aprenda e saiba elogiar!

10. PROCURE apresentar um excelente serviço. O que realmente vale em nossa vida é aquilo que fazemos para os outros!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Divórcio causa impacto permanente na saúde

"Novo estudo mostra que a separação tem um longo impacto negativo na parte física, que nem mesmo um novo casamento pode reparar totalmente. Realizado em Chicago e contando com a participação de 8.652 pessoas com idades entre 51 e 61 anos, o estudo detectou que os divorciados têm 20% a mais de chances de desenvolver doenças crônicas, como o câncer, do que aqueles que nunca se casaram. A proporção cai para 12% quando os divorciados se casaram novamente mais tarde. Segundo os pesquisadores, isto significa que começamos a vida adulta com um “estoque de saúde” que pode ser mantido ou desgastado dependendo da nossa experiência conjugal." [Criacionismo]

"Nota do Blog Criacionismo: Essa pesquisa chama atenção para duas coisas simples, porém negligenciadas: (1) a seriedade da escolha do cônjuge e (2) a manutenção do amor no casamento. No ótimo livro Mensagens aos Jovens, Ellen White afirma que devemos orar ainda mais quando estamos buscando um/uma companheiro(a) para a vida, tamanha a importância desse passo. E no livro O Lar Adventista, a mesma autora afirma que os cuidados e o carinho que caracterizam o período de namoro jamais deveriam cessar depois do casamento. [MB]"

Nota: Creio que esta notícia da valor as palavras do Criador em Gênesis 2:24 e ratificadas por nosso Senhor Jesus Cristo: "Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne. De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem" (Mateus 19:5,6) [EFávero]

PRINCÍPIOS DE EVANGELISMO UTILIZADOS POR JESUS CRISTO - Parte 2 de 4

1. BENEFICIOS DO EVANGELISMO PÚBLICO
a) Auxilia a igreja a ser obediente à Grande Comissão;
b) Elimina dúvidas e produz decisões;
c) Aumenta o senso de propósito da igreja;
d) Discipula a igreja;
e) Cria na sociedade uma atmosfera espiritual;
f) Contagia a comunidade e seus líderes;
g) Testemunha através da união;
h) Dissipa o poder das trevas;
i) Revela aos crentes os que são fanáticos na igreja;
j) Cria evangelistas contagiantes;
k) Glorifica a Deus;
2. QUATRO ÁREAS DE ATUAÇÃO DE UM EVANGELISTA:
a) Motivar e treinar a igreja para realizar evangelismo pessoal.
b) Treinar e equipar a igreja para realizar campanhas de evangelismo em sua comunidade;
c) Despertar e mentorear novos líderes que possuem o dom de evangelismo;
d) Realizar evangelismo público.

II – A REAL PROBLEMÁTICA DA AÇÃO DA IGREJA PARA OS DIAS DE HOJE
1. Temos uma igreja sempre ocupada experimentando um programa evangelístico após o outro. Mas a questão central é: estamos alcançando nosso objetivo?
2. Estudando os evangelhos entendemos que o objetivo primário dos evangelistas foi apresentar Cristo como o Filho de Deus e que através da fé nEle podemos obter vida em Seu nome (Jo 20:31). Temos contudo, falhado em perceber que a revelação da vida de Cristo inclui a maneira como Ele viveu e ensinou outros a imitá-lo. As testemunhas que escreveram tais livros não apenas viram a verdade, mas foram transformadas por ela. Esta é a razão porque os relatos da vida de Jesus constituem nosso melhor livro texto de evangelismo.
3. Assim sendo, Cristo é o nosso exemplo:
a) Nunca cometeu um erro;
b) Seus objetivos eram claros;
c) Ele planejou vencer e venceu.

Traduzido e adaptado por Pr. Osvaldo de Lima Ferreira
Evangelista da ANP

O homem centenário

“Você quer trabalhar em minha casa e estudar no Instituto Adventista de São Paulo (IASP) com uma bolsa de estudos?” Esta foi a pergunta feita pelo Pr. Sesóstris César a Marli Frolich, uma adolescente que estudava no Educandário Espírito Santense (EDESSA).

Assim começou a história daquela, que futuramente, seria a minha esposa. Marli (foto abaixo) foi “adotada” pelo Pr. Sesóstris que cuidou dela, lhe deu estudo, casa, comida, mas, principalmente lhe deu um exemplo de uma vida dedicada a Deus. Quando namorava com Marli, e a visitava, várias vezes fui testemunha da vida de consagração deste homem de Deus.
Nesta tarde tive o privilégio de visitá-lo e mais uma vez me empolguei em conversar com ele.

O Pr. Sesóstris Cézar Souza, que hoje reside em Hortolândia-SP, nasceu dia 11 de agosto de 1915. Casou-se com Lili Souza, com quem teve duas filhas Ruth Costa casada com Dr. Natanael Costa e Irenilda Menegusso, casada com Dr. Eliseu Menegusso. Tem cinco netos e sete bisnetos.

Pr. César trabalhou 34 anos como pastor e 20 anos gerenciando lares de crianças na Golden Cross. Na obra pastoral trabalhou como Distrital no Pará, Amazonas e Belo Horizonte, Diretor do IACS, Preceptor e Professor do IPAE, departamental de Mipes e Escola Sabatina na União Este Brasileira, na Voz da profecia – fundando programas de rádio, Departamental de Comunicação e Saúde na Associação Sul Riograndense.

Atualmente com 94 anos Pr. Sesóstris conta com uma saúde admirável e ainda tem uma vida ativa pregando a palavra de Deus constantemente. Viúvo, casou-se novamente com Salvadora Schlemper Souza (foto acima).













Escreveu quatro livros “Anjos Sua Presença e Atuação na Vida Humana”, “Experimente Jesus”, “O Ministério dos Anjos” (foto acima) e “Manancial de Experiências Inéditas” (foto acima).

Em 64 anos de trabalho teve muitas experiências que marcaram seu ministério, dentre elas, destaco quatro:

1) CURSO COMO DEIXAR DE FUMAR:
Pr. Sesóstris foi criador do curso “Como Deixar de Fumar em Cinco Dias” no Brasil. Tudo começou quando Souza foi a Universidade Andrews nos Estados Unidos, para assistir a um curso de verão, e de lá trouxe o curso. O primeiro curso foi realizado na cidade de Porto Alegre para mais de 300 pessoas, das quais, 105 deixaram de fumar. Pr. Sesóstris escreveu o primeiro panfleto sobre o assunto intitulado “O Fumo Distrai ou Destrói” (foto ao lado).

2) PEQUENOS GRUPOS:
Em um concílio pastoral o Pr. Montezuma, que trabalhava no México, desafiou os pastores com a frase: "Pastores se vocês quiserem batizar 200 pessoas por ano fundem Pequenos Grupos em suas igrejas". Sentido-se desafiado por esta frase começou a trabalhar sendo o primeiro a trabalhar com Pequenos Grupos de forma organizada na cidade de Belo Horizonte. Na ocasião, fundou 90 Pequenos Grupos, e como resultado, chegou a batizar 60 pessoas em um único dia.

Em Belo Horizonte o trabalho iniciou no bairro Eldorado onde não havia presença adventista. Aconteceu que havia uma igreja pentecostal e o seu pastor teve uma visão de que Belo Horizonte seria destruída por fogo e que eles deveriam fugir de lá. Eles fugiram e o salão foi alugado pelo Pr. Sesóstris que organizou ali um Pequeno Grupo. Logo depois, Sesóstris foi chamado para a União Este Brasileira. Aproximadamente 10 anos depois, passando por Belo Horizonte, descobriu que aquela pequena igreja transformara-se em um distrito com 14 igrejas.

3) VIAGENS:
Trabalhando pela Golden Cross, Pr. Sesóstris teve a oportunidade de viajar evangelizando. Fez Semanas de Decisão e Evangelismo por cinco continentes: Em Portugal, Cabo Verde (2 vezes), Costa do Marfim, Angola (3 vezes), Canadá (2 vezes), Estados Unidos (2 vezes) e Japão (3 vezes). Mas, a maior campanha evangelística foi realizada na África. Em Ruanda, Angola, realizou um evangelismo que foi encerrado em um estádio municipal com 35 mil pessoas presentes. Batizaram-se neste evangelismo 5000 pessoas e 550 pessoas aceitaram o convite para serem batizadas em outra data. Neste evangelismo, o Pr. Sesóstris levou 15 obreiros voluntários que pregavam, cada um, em um lugar diferente.

4) GOLDEN CROSS:
Pela Golden Cross administrou 13 lares e tinha sob o seu comando 500 crianças. Dezenas de meninas que passaram pela sua casa, e que trabalharam como monitoras, hoje são obreiras, esposas de obreiros, advogadas, professoras, etc.
Algumas perguntas que fizemos ao Pr. Sesóstris César:

A MISSÃO: Como ter saúde e vitalidade para chegar aos 94 anos disposto?
Pr. Sesóstris: Eu diria a mesma coisa que um homem de 120 anos falou a um repórter na Califórnia. Ele disse que o segredo de viver muito é comer pouco.

A MISSÃO: O senhor faz exercícios?
Pr. Sesóstris: Faço caminhada todos os dias, a senhora White disse que este é o melhor exercício.

A MISSÃO: Conte uma Experiência que marcou seu ministério.
Pr. Sesóstris: Foi quando me aposentei e o Dr. Milton me convidou para fundar o departamento de filantropia na Golden Cross. O primeiro que fundei foi em Hortolândia, o segundo em Artur Nogueira, e assim por diante.

A MISSÃO: Quantas vezes o senhor já leu a Bíblia?
Pr. Sesóstris: Mais ou menos 44 vezes.

A MISSÃO: O senhor não cansou de ler a Bíblia tantas vezes?
Pr. Sesóstris: Pelo contrário, não consigo mais ficar sem ler. Todo o dia eu leio um capítulo ou dois. Ela se renova cada dia e eu tenho descoberto sempre uma novidade mesmo tendo lido mais de 40 vezes.

A MISSÃO: E a lição da Escola Sabatina? O senhor acha que é importante estudar todos os dias?
Pr. Sesóstris: Sim é importante porque a lição é o alimento diário, assim como a meditação.

A MISSÃO: E o culto do lar?
Pr. Sesóstris: É muito importante. Fazemos todos os dias, duas vezes por dia.

A MISSÃO: Na sua opinião qual a razão pela qual uma pessoa enfraquece na fé?
Pr. Sesóstris: Creio que é porque deixa de ler a Bíblia, orar e pregar o evangelho.

A MISSÃO: Deixe uma mensagem curta.
Pr. Sesóstris: Recomendaria que todo Adventista lesse a Bíblia todos os dias e a Revista Adventista a cada mês.

Encerro esta entrevista maravilhado e desejoso de imitar este homem de Deus que tanto contribuiu para a causa do evangelho e para o desenvolvimento de centenas de jovens. Que em nossa esfera de ação, façamos o mesmo.

Pr. Evandro Fávero


Leia também "Lembre-se dos seus primeiros líderes espirituais", “Uma tarde especial” e "Experimente Jesus"

terça-feira, 28 de julho de 2009

PRINCÍPIOS DE EVANGELISMO UTILIZADOS POR JESUS CRISTO - Parte 1 de 4

Os itens desta introdução foram extraídos do livro Going Public with the Gospel dos autores Lon Allison e Mark Anderson:

1. A PRIMEIRA IGREJA DE JESUS CRISTO NASCEU DE UMA CAMPANHA DE EVANGELISMO PÚBLICO:
Temos aprendido que igrejas plantam outras igrejas, mas Atos 2 nos apresenta que os conversos originais ao cristianismo foram alcançados através de um evangelismo público de grande escala. Deus escolheu esta forma de testemunhar para iniciar Sua igreja. (Atos 2:40, 41). p. 39.

2. DEUS USOU UM EVANGELISTA, PEDRO, PARA FAZER NASCER SUA PRIMEIRA IGREJA:
No modelo de plantio de igrejas, o pastor é utilizado como um plantador de igrejas, não evangelistas.
É interessante que Deus escolheu Pedro o discípulo cujo caráter se assemelha ao de um evangelista – às vezes, desinibidos e apressados para dizer sim para Jesus. Muitas vezes são impulsivos, não muito refinados. Facilmente são mal compreendidos e freqüentemente questionados. Evangelistas são algumas vezes venerados, mas normalmente mal interpretados.

3. A QUALIDADE DESTES NOVOS CONVERSOS FOI NOTÁVEL:
Alguns que se dizem autoridades em crescimento de igreja e discipulado vão dizer que apenas evangelismo pessoal e Evangelismo de Pequenos Grupos funcionam. Eles ensinam fartamente que os resultados não permanecem quando uma grande quantidade de pessoas aceita Cristo numa grande campanha de evangelismo. Em alguns locais de treinamentos a palavra “Evangelismo de Massa” soa como uma maldição, e certamente não faz parte do vocabulário de alguém que seja um discipulador comprometido. Mas em Atos 2:43-47, esses 3 mil conversos, todos salvos num evangelismo público se tornaram cristãos modelos:
a. Era uma igreja sobrenatural – “Maravilhas e sinais eram realizadas pelos apóstolos”.
b. Igreja generosa – “tudo em comum”.
c. Igreja agradecida – “com coração sincero, louvavam a Deus”.
d. Igreja crescente – “O Senhor acrescentava diariamente os que iam sendo salvos”.

4. ESTRATÉGIA EVANGELÍSTICA DE JESUS, DOS APÓSTOLOS E DE BILLY GRAHAN: 3 “Ps”:
Usava três fases: preparação, proclamação e preservação. O tempo administrado na seguinte proporção:
45% dos esforços – preparação, 45% dos esforços na preservação e apenas 10% dos esforços na proclamação.
Este foi o método de Jesus e dos Apóstolos:

FASE 1 – PREPARAÇÃO: Jesus gastou três anos e meio preparando os discípulos para o dia de sua partida. A preparação foi feita em duas partes: organização do trabalho e preparo espiritual.. Uma preparação completa sempre deve ter estas duas partes.

FASE 2 – PROCLAMAÇÃO: Nós não teremos os mesmos resultados que teve a Igreja cristã apostólica sem o evangelismo público. O mundo não será alcançado apenas através de testemunho pessoal um a um. Conquanto que o testemunho pessoal deve ser o estilo de vida de cada verdadeiro crente, não pode tomar o lugar da proclamação no evangelismo público, porque um completa o outro. Jesus foi um modelo neste aspecto pelo que fez e pelo que ensinou. Seu ministério incluía pregações públicas numa base quase que diária, geralmente diante de grandes multidões nas Sinagogas ou nas praças. O mesmo é verdade em relação aos Seus discípulos; o livro de Atos é literalmente cheio de histórias descrevendo as pregações públicas dos apóstolos. Jesus disse que somos a luz do mundo. Uma cidade num monte não pode ficar escondida. (Mt 5:14,15). A fé em Cristo deve ser pública (MT 10:32,33). Um estudo cuidadoso do livro de Atos mostra os apóstolos se movendo de cidade em cidade, proclamando Cristo nos mais variados lugares públicos.

FASE 3 – PRESERVAÇÃO (DISCIPULADO): Enquanto que o Evangelismo pode ser realizado com muita eficiência com grande grupo de pessoas, o discipulado é melhor realizado num nível bem pessoal. Em Atos 2:46 notamos os conversos no templo e nas casas. O verdadeiro discipulado não é um programa, mas um relacionamento diário com a pessoa que estamos evangelizando. Trazer os novos conversos imediatamente para dentro da igreja é menos importante que levar o corpo de Cristo para fora da igreja para discipular as pessoas onde elas vivem. Essas três fases: preparação, proclamação e preservação, funcionam em qualquer lugar e em qualquer momento.

Traduzido e adaptado por Pr. Osvaldo de Lima Ferreira
Evangelista da ANP

segunda-feira, 27 de julho de 2009

PAI NOSSO INÚTIL

Outro dia recebi um e-mail com uma reflexão intitulada “Pai Nosso Inútil”, de autor desconhecido, e que me fez pensar no significado desta oração.

PAI NOSSO INÚTIL

Se em minha vida não vivo como filho de Deus,fechando o meu coração ao amor, será inútil dizer: Pai Nosso;
Se os meus valores são representados pelos bens da Terra, será inútil dizer: Que estás no céu;

Se penso em ser cristão apenas por medo, superstição e comodismo, será inútil dizer: Santificado seja o Teu nome;

Se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidades, será inútil dizer: Venha o Teu reino;

Se no fundo o que eu quero mesmo é que todos os meus desejos se realizem, será inútil dizer: Seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu;

Se prefiro acumular riquezas, desprezando meus irmãos que passam fome, será inútil dizer: O pão nosso de cada dia nos dai hoje;

Se não me importo em ferir, injustiçar, oprimir e magoar aos que atravessam o meu caminho, será inútil dizer: Perdoa as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;

Se escolho sempre o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho de Cristo, será inútil dizer: E não nos deixeis cair em tentação;

Se por minha vontade procuro os prazeres materiaise tudo o que é proibido me seduz, será inútil dizer: Livra-nos do mal;

Se em minha vida pretendo receber as glórias por tudo o que faço, será inútil dizer: Teu é o reino o poder e a glória para sempre;

Se sabendo que sou assim, continuo me omitindo e nada faço para modificar, será inútil dizer: Amém.

Certamente esta oração é um convite para que não se cumpra em nós aquele velho ditado: “Faça o que eu falo mas não faça o que eu faço”. Por isso Jesus dedicou grande parte de sua vida orando a Deus Pai. Ele várias vezes passava a noite toda orando. “Naqueles dias, retirou-se para o monte, a fim de orar, e passou a noite orando a Deus" (Lucas 6:12). E Ele instou para que orássemos dizendo: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á” Mateus 7:7,8.
Martinho Lutero escreveu: “Se não queres te encontrar com o diabo durante o dia encontra-te com Deus antes do amanhecer. Não veja a face do dia sem primeiro ver a face de Deus”.

Ellen White também escreveu muito sobre a importância da oração. Abaixo alguns textos:

“Os que estão realmente buscando a comunhão com Deus, serão vistos nas reuniões de oração, fiéis ao seu dever, e atentos e ansiosos por colher todos os benefícios que possam lograr. Aproveitarão todas as oportunidades de colocar-se onde possam receber raios de luz do Céu.” Caminho a Cristo, 98;

“Ao seguir qualquer plano que possa ser posto em operação para levar a outros o conhecimento da verdade presente, e das maravilhosas providências relacionadas com o avançamento da causa, primeiro consagremo-nos inteiramente Àquele cujo nome desejamos exaltar. Oremos também fervorosamente em favor daqueles que esperamos visitar, trazendo-os um a um à presença de Deus, com uma fé viva.” Serviço Cristão, 169;
“Seremos chamados a fazer os mais decididos esforços para estender a obra de Deus, e a oração ao nosso Pai celestial será muitíssimo necessária. Será preciso empenhar-se em oração secreta, em família e na igreja.” Serviço Cristão, 98;

“Necessitamos olhar continuamente a Jesus, compreendendo que é Seu poder que realiza a obra. Conquanto devamos trabalhar ativamente pela salvação dos perdidos, cumpre-nos também consagrar tempo à meditação, à oração e ao estudo da Palavra de Deus. Unicamente o trabalho realizado com muita oração e santificado pelos méritos de Cristo, demonstrar-se-á afinal haver sido eficaz.” Serviço Cristão, 99;

Pense nisto, ore todos os dias e seja feliz.

Para saber mais sobre a oração clique aqui.

O ENTRETENIMENTO E OS FILMES

Mais e mais a tendência de assistir filmes no sábado a noite tem se tornado comum e as antigas brincadeiras de roda tais como “Lá no Pântano”; “Marcha”, entre outras, estão caindo no esquecimento em muitos lugares. Por outro lado, Hollywood tem tomado cada vez mais lugar na vida dos Jovens e, apesar de muitos não irem ao cinema, o cinema tem sido levado de forma indiscriminada para dentro dos lares cristãos. No emaranhado de filmes com tendências espíritas e ensinamentos liberais nem sempre é fácil encontrar um bom filme para assistir. Valores como a corrupção, promiscuidade, adultério, violência, roubo, desonestidade tem sido exaltados e assimilados através de filmes que levamos para casa. Parece que assistir filmes é um “entretenimento” cada vez mais comum, contudo, devemos tomar cuidado com o que assistimos. Antes de locar um DVD, analise o seu enredo, e se estiver assistindo e perceber que o filme agride os princípios bíblicos desligue a TV.

Que filmes assistir? Nas últimas semanas assisti a dois filmes que acho por bem recomendar. Mas não assista apenas por diversão. Quando terminar, tome tempo para discutir sobre os aspectos positivos e negativos, isso estimulará o senso crítico.

O primeiro filme é “A Prova de Fogo”. O filme é baseado no livro “O Desafio do Amar” (foto ao lado) de Stephen e Alex Kendrick, que apresenta desafios diários para uma jornada de 40 dias para transformar o casamento. Recomendo que, além de assistir o filme, você leia o livro também.

O segundo filme é “A Jornada” que nos leva a reavaliar nossa condição espiritual e nos leva a fazer uma pergunta: Temos nos acostumado com o mal?
Abaixo o comentário de Michelson Borges sobre estes filmes:

PROVA DE FOGO: O casamento está em vias de extinção. A cada ano, aumenta o número de divórcios no mundo. E, mesmo entre aqueles que resistem à “solução” da separação, muitos apenas se suportam, vivendo infelizes debaixo do mesmo teto. O filme “A Prova de Fogo” (Fireproof, dos mesmos produtores de “Desafiando Gigantes” e “A Virada”, já indicados aqui) toca nessa ferida, aponta os prováveis e mais comuns motivos desse problema e propõe a solução para ele.Caleb Holt é capitão do Corpo de Bombeiros de Albany, EUA, tido como herói em sua cidade. A metáfora é evidente: ele salva pessoas quase todos os dias, mas é incapaz de salvar o próprio casamento. Percebendo a situação, o pai dele propõe um desafio antes de o casal partir para a separação. Relutante, Caleb aceita. (Detalhe: o ator principal é Kirk Cameron, que estrelou na adolescência uma série de sucesso e decidiu, depois, dedicar-se a projetos que promovessem o bem.)A capa do DVD traz o slogan “Nunca deixe seu parceiro para trás”, que se aplica tanto para bombeiros quanto para casais. Comentários no site do filme deixaram claro que ele consegue fazer um retrato bastante preciso da triste realidade da fragmentação do matrimônio. Muita gente se sensibilizou e se identificou com a situação desesperadora do capitão Caleb e sua esposa Catherine.O filme trata paralelamente e com certa discrição da batalha de todo homem (contra a lascívia) e de toda mulher (contra a vaidade). (Leia também: “A luta do homem e da mulher”. Com o relacionamento conjugal enfraquecido, Caleb é tentado pela pornografia na internet, enquanto Catherine começa a ceder às investidas de um jovem médico, em seu local de trabalho. O “desafio do amor” proposto pelo pai de Caleb consiste em colocar em prática um simples programa de 40 dias no qual o cônjuge realiza pequenas atividades diárias com o objetivo de reconquistar o parceiro. Esse desafio acabou virando livro, com o título The Love Dare (O Desafio do Amor).Quando chega à metade do desafio (lá pelo 20º dia), Caleb desanima ao perceber que nada parece estar dando certo. É aí que, mais uma vez ajudado pelo pai, ele percebe o que realmente está faltando em sua vida, e tudo muda – primeiro nele, depois na esposa. Afinal, como ensina o filme, não se pode dar aquilo que não se tem: o amor incondicional. Como e onde obtê-lo? É o grande “desafio” do filme.Com esse tipo de amor, todo relacionamento se torna “a prova de fogo”.

A JORNADA
O ano é 1890. O professor do Seminário Bíblico da Graça, Russell Carlisle (D. David Morin, de "Compromisso Precioso", outro bom filme), está prestes a publicar seu livro e pede aos colegas do seminário para endossarem a obra. Um dos membros da comissão, o Dr. Norris Anderson (Gavin MacLeod, de "O Barco do Amor"), se opõe à publicação do livro devido ao que ele considera um erro grave: falar de valores e moral sem mencionar a autoridade por trás desses valores - Jesus Cristo. Segundo Anderson, a publicação do livro de Carlisle poderia ajudar a demolir os pilares morais que sustentam a sociedade.Para provar que a idéia de que o ser humano pode viver moralmente sem Deus acarreta graves conseqüências, o Dr. Anderson desafia Carlisle a ver com os próprios olhos uma sociedade que abraçou essa doutrina. Como? Enviando-o mais de cem anos ao futuro através de uma máquina do tempo criada por John Anderson, o pai de Norris. A partir daí, o cenário é o de uma grande cidade norte-americana, cheia de tentações e de cristãos nominais que acham que podem ser bons, mesmo pouco conhecendo de Jesus e de Sua Palavra. A ficção científica pode ser meio "forçada", mas é compensada pelo bom roteiro, personagens e diálogos convincentes e pelos apelos e discursos de Carlisle. O toque de humor leve se mistura bem à proposta séria do filme de analisar a decadência moral do mundo que vive na iminência da volta de Jesus.Nem precisa dizer que Carlisle fica chocado e, quando retorna ao passado, resolve reescrever o livro e renomeá-lo de "Time Changer", que é o título original do filme, lançado em 2007.Deixando de lado alguns erros teológicos como o "inferno eterno" e o "arrebatamento secreto", é um filme que vale a pena ser visto.

Para dicas de outros bons filmes clique aqui.

domingo, 26 de julho de 2009

SEMINÁRIO DESTACA CONTRASTES ENTRE O EVOLUCIONISMO E CRIACIONISMO

Tive o privilégio de assistir no último sábado, 25 de julho, na Capela do Residencial Feminino da Universidade Adventista de São Paulo (UNASP), a um seminário ministrado pelo jornalista Michelson Borges (foto ao lado), que tem falado sobre Criacionismo desde 1994 e neste sábado destacou os principais contrastes entre o Evolucionismo e Criacionismo. Ele mostrou que o Evolucionismo se vale do conhecimento cientifico baseado no naturalismo filosófico, o Criacionismo se vale do conhecimento cientifico mas com base no conhecimento bíblico e o Design Inteligente que se vale do conhecimento cientifico como base, tem argumentos teleológicos, mas não tem fundamentação religiosa.
Borges apresentou diversos argumentos que evidenciam a inconsistência do evolucionismo, além de citar várias reportagens em revistas seculares que se contradizem quando falam das últimas descobertas paleontológicas. Ele mostrou que a fragilidade do Darwinismo tem levado mais de 500 cientistas a assinarem uma lista discordando das teorias de Darwin.
Comentou que há muitas evidências de que os Dinossauros foram destruídos pelo dilúvio e que a teoria de que uma bactéria deu origem a vida é incoerente e hilariante. “Supostamente ela teria viajado pelo universo resistindo a radiação, falta de ar, o calor intenso resultante do impacto com a atmosfera e sobrevivido ao choque da queda na superfície. É difícil acreditar que uma bactéria teria sobrevivido a tudo isso”, afirmou Borges.

Para Angel Gonzales (foto ao lado), aluno do primeiro ano de teologia, “como futuro pastor creio que minha função será motivar os jovens a estudar sobre o assunto. Este é o maior desafio. Despertar nos jovens o interesse pela pesquisa pois creio que não há um interesse real pelo assunto”.


Waldirene Barbosa (foto a direita), aluna do segundo ano de jornalismo, ressaltou que “o tema do Criacionismo é importante porque o Evolucionismo tem crescido como uma epidemia e muitos jovens não tem base para defender o criacionismo. Por isso, palestras como essa abrem nossa mente e nos estimulam a estudar mais”.

Para o pastor Gilberto Porto (foto ao lado), distrital em Presidente Prudente, “as verdadeiras respostas para o ser humano são encontradas no Criacionismo e não no Evolucionismo e acredito que compreenderemos melhor o criacionismo quando tivermos uma compreensão clara dos primeiros capítulos da Bíblia”.
Borges terminou o seminário incentivando todos a ler mais sobre o assunto. Falando de sua fé, disse que “a maior razão para crer é que tenho uma experiência com Deus, apesar de que acredito que há evidências suficientes para crer em um Criador”.
Certamente a grande obra de Satanás será destruir o caráter de Deus. A Bíblia afirma: “Só tu és Senhor, tu fizeste o céu, o céu dos céus e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto há neles; e tu os preservas com vida, e o exército dos céus te adora” (Neemias 9:6). O quarto mandamento da Lei de Deus é um chamado para adorar o Criador: “Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou” (Êxodo 20:10, 11). E, nestes últimos dias, o povo de Deus é chamado a adorar e exaltar a Deus como Criador: “Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Apocalipse 14:7).
Você é convidado a conhecer mais sobre esse Deus maravilhoso, Criador, Redentor e Amigo. Quer você conhecê-lo também? A resposta depende de você.

Para saber mais sobre o criacionismo clique aqui.

sábado, 25 de julho de 2009

E SURGIRÃO EPIDEMIAS!

Nos últimos dias a mídia tem enfatizado notícias sobre a gripe suína. O site da Veja informou que “na última semana, o número de pessoas infectadas com a gripe suína cresceu de forma assustadora no Brasil: de 74 para 399 casos, de acordo com o Ministério da Saúde. E a tendência, segundo especialistas, é que a quantidade aumente ainda mais nas próximas semanas, com a ajuda do inverno e da proliferação de casos. Os médicos, porém, são categóricos ao afirmar que a população não precisa entrar em pânico”.

Mesmo assim, o número de mortos vem aumentando. De acordo com o Ministério da Saúde, já chega a 29 o número de pessoas mortas pela gripe suína no País (está no boletim de sexta-feira, 24 de julho), o que leva a taxa de mortalidade pela doença no Brasil a 0,015 por 100 mil habitantes. Naturalmente, algumas perguntas surgem diante de um problema como este. A primeira pergunta seria: Como diferenciar essa gripe de uma gripe normal? Veja as principais diferenças:

Diante desse quadro, nos perguntamos se a Bíblia fala algo a respeito? Primeiramente, é importante lembrar que a Bíblia apresenta a Deus como Criador de todas as coisas: “Só tu és Senhor, tu fizeste o céu, o céu dos céus e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto há neles; e tu os preservas com vida, e o exército dos céus te adora” (Neemias 9:6). E como Criador Deus sabe o que pode ser ingerido pelo ser humano. Deu um cardápio específico (Gn 1:29) para o homem quando o criou e depois que este pecou continuou dando orientações com respeito a sua alimentação.

Em Levítico 11:3-20, 29-31, Deus apresenta uma lista de animais imundos e limpos. Dentre os animais limpos estão o boi, a ovelha, os peixes de escamas, etc. Dentre os animais imundos, o coelho, os peixes sem escamas, o porco, etc. Por que Deus proibiu que comêssemos o porco? Certamente o Criador conhece todos os detalhes – e obedecer-Lhe sempre é melhor.

A Bíblia também fala de sinais que apontam para o tempo do fim. Jesus previu o que aconteceria neste planeta nos últimos minutos da história humana. Assentados com Jesus, os discípulos Lhe perguntaram que sinais indicariam a proximidade de Sua vinda (Mateus 24:3). Jesus então falou de sinais escatológicos, ou seja, que aconteceriam no futuro, e também de sinais que aconteceriam na época dos discípulos.

Jesus mencionou a proliferação da fome (Mateus 24:7), o aumento do número de terremotos (Mateus 24:7), da iniquidade, traição, ódio e escândalos (Mateus 24:9-12). Além desses sinais, Jesus enumerou muitos outros dentre os quais podemos citar o aumento de epidemias. “Então, lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino; haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares, coisas espantosas e também grandes sinais do céu” (Lucas 21:10, 11).

Certamente todo esse problema com a gripe suína é parte do cumprimento das palavras de Jesus. Ele disse: “Quando virdes estas coisas acontecerem, sabei que está próximo o reino de Deus” (Lucas 21:31).

Antes de subir ao céu, Jesus prometeu que voltaria. Ele disse: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também” (João 14:1-3). E o livro de Hebreus afirma categoricamente que “ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará” (Hebreus 10:37).

Você gostaria de se preparar para esse dia? Quer saber como Jesus voltará? A Bíblia possui mais de 2.500 referências sobre esse assunto. Estude a Palavra de Deus e certamente as boas-novas da volta de Jesus encherão seu coração de esperança.

Para um estudo bíblico sobre a volta de Jesus clique aqui.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

SETE DICAS PARA VIVER BEM

1. Pratique exercícios. Um dos mais comuns e fáceis é a caminhada. Três vezes por semana, durante pelo menos 30 minutos, caminhe em ritmo acelerado. Essa atitude aumentará sua capacidade cardiorrespiratória, a circulação sangüínea, garantindo também uma aparência mais saudável e bonita, além de combater a flacidez”, diz o cardiologista Alexandre Santos, do Hospital Santa Paula (SP);

2. Não perca sua visão para o computador. Se você passa horas em frente ao monitor, atenção: passe a fazer pausas de 15 minutos a cada duas horas de uso. Além disso, acostume-se a piscar com mais freqüência enquanto está navegando na web para evitar o ressecamento da vista”, diz o doutor Renato Neves, diretor do Hospital de Olhos Eye Care;

3. Dê mais atenção a seu sono. Dormir bem significa mais equilíbrio emocional e mais saúde. “Não use café e/ou chá mate, para não comprometer seu descanso”, afirma o João Geraldo Simões Houly, chefe da UTI do Hospital Santa Paula. “Que tal comprar um bom travesseiro e jogar fora aquele outro, cheio de ácaros? Os ácaros desencadeiam rinite alérgica, conjuntivite, eczemas e dermatites em pessoas mais sensíveis. Como sua remoção é difícil, evite dormir em quartos com carpetes, tapetes e cortinas de tecido. O travesseiro não deve ser de pena e tem de ser substituído todo ano”, diz Sônia Moura, bíologa da Praxxis Controle de Pragas;

4. “Estresse em casa? Pense duas vezes antes de brigar com o marido ou com a mulher, porque o prejudicado é você [e o cônjuge, claro]. Também não basta querer ficar feliz para escapar dos problemas. Invista em atividades como meditação e relaxamento [oração é ainda melhor], já que elas liberam substâncias protetoras na circulação e diminuem os hormônios ligados ao estresse, como o cortisol e a adrenalina”, explica o cardiologista Otávio Gebara, do Instituto de Cardiologia de São Paulo;

5. “Reduza a ingestão de refrigerantes e tenha dentes mais saudáveis. Essas bebidas, quando ingeridas em grande quantidade, são a principal causa de ‘erosão dental’, podendo desencadear dor, sensibilidade exagerada e comprometer a aparência da pessoa”, diz Marcelo Rezende, diretor da Smiling Dental Care;

6. Viva para servir! Ajude o seu próximo, espalhe amor, carinho e compreensão! Você vai ver que qualquer sentimento ruim que esteja lhe causando mal estar, irá passar quando você estender sua mão para ajudar a quem precisa mais do que você.

7. Tome tempo para investir em sua espiritualidade. Ore mais, leia mais a Bíblia e faça de Deus seu amigo de todos os momentos. O próprio Jesus disse: “Examinais as Escrituras porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim” João 5:39 e ainda lemos que “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” II Timóteo 3:16,17.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

PREVENIR OU REMEDIAR?

Você já ouviu aquele ditado: “É melhor prevenir do que remediar?” Ninguém gosta de ficar doente. Eu não gosto. Você gosta? Deus também não gosta de ver nenhum de seus filhos doentes. Mas algumas pessoas, ao verem tantos doentes no mundo, acusam a Deus de negligente e omisso. Será que Deus se omitiu diante de tantas tragédias e moléstias que nos assolam? Claro que não! A Bíblia é um compêndio de saúde. Deus revelou qual o melhor caminho que deveríamos seguir se quiséssemos viver melhor.

É preciso entender que as doenças existem (1) por causa do pecado (2) por causa das atitudes erradas dos que nos cercam e (3) por causa de nossas escolhas. Escolhemos desobedecer a Deus.

Deus deseja que tenhamos saúde (III João 2). Ele considera nosso corpo o Seu templo (I Coríntios 3:16,17; 6:19,20).

Por isso, Deus estabeleceu um cardápio para o ser humano assim que o criou. E este cardápio era composto de frutas, verduras, legumes (ervas) e sementes (Gênesis 1:29).

Mas o pecado invadiu o planeta, corrompeu a humanidade e Deus teve de destruí-lo com um dilúvio. Quando ordenou que Noé construísse uma arca Deus lhe orientou que levasse sete pares de animais limpos e um par de animais imundos (Gênesis 7:1,2). Duas perguntas surgem: Por que sete pares de animais limpos e um de animais imundos? Porque os animais limpos serviriam de alimento numa situação emergencial e também para sacrifícios (Gênesis 8:20). Mas os imundos não serviriam nem para uma situação nem para a outra, por isso apenas um par.

Quais são os animais limpos e quais os animais impuros? Em Levíticos 11:3-20, 29-31 Deus apresenta uma lista de animais imundos e limpos. Dentre os animais imundos o coelho, o porco, os peixes sem escamas, etc. Dentre os animais limpos o boi, a ovelha, os peixes de escamas, etc. Há outros textos que revelam a preocupação de Deus com nossa saúde: (Levíticos 17:10-13, Isaias 66:17; Isaias 65:2-4; II Corintios 6:17-7:1)

E a bebida? Podemos beber socialmente? Deus me deu livre arbítrio para escolher o que eu quiser, mas orientou o melhor caminho. O álcool destrói a saúde física, mental, social e espiritual. Por exemplo, 30 gramas (ou miligramas) de álcool retardam a ação muscular em 17,4%, aumenta o tempo para tomar uma decisão em 9,7% e provoca aumento de erros por falta de atenção em 35,3%. Sabendo disto e de outras coisas Deus orientou que não provássemos nada que prejudicasse nossa saúde e isso inclui abster-se do álcool. (Provérbios 20:1; 23:20-21; 29-35; Habacuque 2:15,16; Isaias 5:11,22; I Coríntios 6:9-10; I Coríntios 10:31)

Há muitas outras orientações de Deus sobre saúde na Bíblia! Ele ensina como ter um estilo de vida saudável para evitar doenças, viver melhor e nos preparar para o Céu. Você gostaria de conhecer mais sobre este assunto? Entre em contato conosco e solicite um Curso Bíblico clicando aqui

NÁUFRAGOS NUM MAR DE COSMOVISÕES

Defender a Palavra de Deus também é cumprir a missão e o Jornalista Michelson Borges tem feito isto com muita dedicação. Abaixo uma resposta dada a uma matéria publicada recentemente na Folha de São Paulo onde o autor tenta provar que ser religioso é uma evidência de fragilidade.
"No dia 16, o filósofo Hélio Schwartsman publicou na Folha de S. Paulo o artigo “Deus e o jardim das delícias”. Ele dispara já de início: “Convenhamos que religião e nosso conhecimento do mundo não andam exatamente de braços dados. De um modo geral, virgens não costumam dar à luz (especialmente não antes do desenvolvimento de técnicas como a fertilização “in vitro”) e pessoas não saem por aí ressuscitando. Em contextos normais, um homem que veste saias e proclama transformar pão em bife sempre que dá uma espécie de passe seria prudentemente internado numa instituição psiquiátrica. E não me venham dizer que a transubstanciação é apenas um simbolismo. ...”
Schwartsman comete o erro banal de confundir cristianismo com catolicismo. Embora o nascimento virginal e a ressurreição de Jesus constem nos Evangelhos (e é claro que não podem ser aceitos por uma mente naturalista que exclui a priori qualquer evento sobrenatural), a transubstanciação é um dogma católico não-bíblico, afinal, homens não têm poder de “criar” Deus a cada missa. O pão, segundo o próprio Jesus, é símbolo de Seu corpo e não literalmente Sua carne..."
Leia o restante da resposta clicando aqui

quarta-feira, 22 de julho de 2009

QUEM O CONSOLARÁ?

Tente imaginar esta cena. Um menino chora freneticamente na calçada esperando consolo. Ele se afastou de sua mãe e não consegue mais voltar para casa. Não conhece o caminho e por isso está perdido. Necessita urgentemente de um guia, um orientador, um consolador.
Eu e você também necessitamos de um Consolador que nos conforte nos momentos de tristeza e nos mostre o caminho. Esse Consolador existe. Jesus o prometeu antes de subir ao Céu. Ele disse: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco” João 14:16. E Ele mesmo O identificou como o Espírito Santo. “Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito”. João 14:26.
Mas quem é o Espírito Santo? É uma força ativa de Deus? Uma energia? Um anjo? Ou o próprio Deus, a terceira pessoa da Trindade. A Bíblia responde. Para melhor entender quem é o Espírito Santo é importante saber quem é Jesus, pois Ele disse que enviaria um Outro Consolador. A palavra “Outro” neste texto é uma tradução da palavra grega "Alós"que significa “outro da mesma espécie, da mesma natureza”. Logo, o Consolador tem a mesma natureza de Jesus. E quem é Jesus? Ele é Deus!

Em Apocalipse 19:10; 22:8,9 e Atos 10:25,26 tanto o anjo como Pedro não permitiram ser adorados pois sabiam que só Deus é digno de adoração. Mas em João 9:35-38 um cego que tinha sido curado adorou a Jesus e Ele o permitiu. Tomé adorou a Jesus e o reconheceu como Deus (João 20:28) e Paulo disse que Jesus é Deus bendito sobre todos (Romanos 9:5). O Espírito Santo é Deus, pois tem a mesma natureza de Jesus.

A Bíblia também apresenta outras características sobre o Espírito Santo:
Ele fala (II Samuel 23:2);
Ele Sente (Isaías 63:10);
Ele Ensina (Lucas 12:12);
Ele Convence (João 16:8);
Ele anuncia (João 16:14);
Ele administra a Igreja (Atos 15:28);
Ele separa, envia e dirige a igreja (Atos 13:2);
Ele pensa (1 Coríntios 2:10-11);
Ele tem poder de escolha (1 Coríntios 12:11);
Podemos pecar contra o Espírito Santo (Mateus 12:31-32);
Ele é Onipotente (Zacarias 4:6; Romanos 15:19);
Ele é Onipresente (Salmo 139:7-10);
Ele é Onisciente (1Coríntios 2:10-11);
Ele auxilia e intercede (Romanos 8:26).
Ele inspirou a Bíblia (II Pedro 1:21);
Ele é Deus (Atos 5: 3-4);

O Espírito Santo é o Consolador que pode lhe ajudar! Ele ama você e, assim como Jesus, quer guiar sua vida pelo melhor caminho. Você gostaria de conhecer mais sobre Ele e sobre sua vontade estudando a Bíblia? Então entre em contato conosco e solicite um Curso Bíblico gratuito clicando aqui.

AULA PR. MARK FINLEY - Parte quatro de quatro

5º Princípio: Acompanhando as Decisões.

“A impressão sem expressão leva a depressão.” Quando as pessoas expressam suas convicções internas, mais fortes ficam essas convicções. “A mente humana é tão projetada que ela precisa responder, e quando ela responde fortalece as convicções”. Testemunhos para a Igreja p. 63. Em seu evangelismo o Pr. Mark Finley fará convites todas as noite e as pessoas poderão atender de diferentes maneiras:
1. Levantando as mãos;
2. Ajoelhando-se;
3. Ficando em pé;
4. Indo à frente;
5. Respondendo a um cartão resposta.

Isso fortalecerá as convicções e decisões. Muitas vidas serão transformadas quando responderem aos apelos. Num apelo com cartão (o Pr. Mark Finley usará em torno de 2 cartões) haverá a opção para aceitar a Jesus, para voltar para os braços de Jesus e também a opção de ser batizado. Enquanto os Arautos do Rei cantarem as pessoas preencherão os cartões. Esses cartões serão recolhidos e em 24 horas as pessoas que assinalaram aos cartões devem ser visitadas.

O que fazer quando as pessoas responderem aos apelos?

· O pastor, anciãos e diáconos devem ir a frente para cumprimentar as pessoas. Afinal de contas, a decisão por Jesus é a melhor decisão a ser tomada;
· Os membros que os convidaram também devem cumprimentá-los;
· O Pr. Finley orará por todos eles;
· Terminando leia um texto bíblico (João 6:37-38 por exemplo);
· Oriente as pessoas para que estejam preparadas para o grande batismo no sábado dia 31 de outubro;
· E lembre-se de orar diariamente por seus convidados.

Estamos em tempo de colheita. Deus fará grandes coisas por nós se fizermos a nossa parte. Certamente teremos uma grandiosa colheita para Jesus em Outubro. O Salmista afirma que “os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo seus feixes.” Salmo 126:5,6:

terça-feira, 21 de julho de 2009

BURACO GIGANTE NO MAR

A matéria a seguir me chamou a atenção. Ela evidencia que o nosso planeta, apesar de ter sido afetado pelo pecado e degradação humana, ainda é um reflexo da criatividade, beleza e poder do Criador.

“Que tal aproveitar as férias para visitar um buraco? Um mergulho no Grande Buraco Azul de Belize é uma experiência fascinante. Com mais de 300 metros de diâmetro, esse grande círculo azul-marinho pode ser visto até do espaço.

O Buraco aparece como uma imensa "bola" no meio do atol de Lighthouse Reef. A visão da mancha mais escura no meio das águas clarinhas é um pouco assustadora. Saber que o Buraco tem 125 metros de profundidade também não ajuda muito, mas calma. O local é atração turística, então há muitas operadoras que levam visitantes para mergulhar por ali com segurança.

Em tempos remotos, o Buraco era uma caverna. Com a subida do nível dos oceanos a cobertura da caverna acabou cedendo e a parte interna permaneceu submersa. Ao mergulhar ali o turista tem uma bela visão de parte da riquíssima barreira de corais de Belize, a segunda maior do mundo (atrás somente da australiana). Os corais ornamentam as bordas do buraco deixando somente dois canais, por onde entram e saem os barcos que levam mergulhadores.

Os corais ainda se fixam nas paredes do buraco até uma profundidade aproximada de 15 metros, depois começam a rarear e sobram só as estalactites, herança dos tempos de caverna.

Toda a região do Buraco merece uma visita. Os atóis são belíssimos e há muitos outros pontos de mergulho no local. Barcos saem a todo momento de Belize City, das Ilhotas de Ambergris ou Half Moon e de vários atois da região. Os que saem pela manhã até oferecem um lanchinho na ida. Geralmente o passeio dura um dia inteiro e inclui mergulhos no grande buraco azul e em áreas próximas repletas de corais e peixes.” Fonte: Site Terra

Há muitas maravilhas neste planeta, porque o Deus que o criou ama o belo. Até o que parecia ser um desastre transformou-se em algo lindo e maravilhoso. Mas um dia moraremos em um lugar muito melhor e perfeito. A Bíblia assim afirma: “Porque, eis que eu crio novos céus e nova terra” Isaías 65:17, “Vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram...“. Apo. 21:1. E o apóstolo Paulo ratifica que “está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.” I Co. 2:9

Nota: Certamente, este lugar foi preparado para você. Um dia faremos a melhor e maior viagem de nossa existência. A viagem rumo a Nova Terra. Você quer se preparar para ir? Você gostaria de conhecer mais sobre esse maravilhoso lugar? Quando chegaremos lá? Como será esta Terra? A única forma de descobrir é estudando a Bíblia. Ela revela os segredos infindáveis do universo e o plano de Deus para sua vida. Entre em contato conosco e teremos prazer em atender você enviando-lhe gratuitamente um estudo bíblico. E lembre-se, dedique diariamente um tempo para leitura da Palavra de Deus. [EFávero]

Para saber sobre um estudo bíblico clique aqui

segunda-feira, 20 de julho de 2009

EM SALVADOR e/ou COM O SALVADOR

Ao sair do Simpósio de Teologia e Missão, dois colegas de ministério, Pr. Marcos Tosta, Pr. Humberto Magalhães (foto acima) e eu, tivemos o privilégio de conhecer a cidade de Salvador.

Capital da Bahia, esta cidade é dotada de belíssimas paisagens naturais (foto ao lado) bem como de monumentos históricos que encantam, como o farol da Barra (foto abaixo), margeado por belas praias de águas cristalinas e lindos cardumes de peixes. Além da beleza natural o que nos encantou foi a simpatia do Baiano bem como as construções históricas que nos reportam ao passado. Ao andar pelas ruas de Salvador algo nos chamou a atenção. Enquanto olhávamos para os edifícios antigos do Pelourinho e demais prédios do centro da cidade começamos a conjecturar sobre a glória que eles tiveram no passado. Lindos edifícios, que tem valor histórico, mas que não se comparam aos majestosos edifícios modernos.

Isto nos levou a pensar na efemeridade da vida em contraste com o que Jesus está preparando para Seus filhos. Ele prometeu: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.”João 14:1-3.

Estas moradas serão eternas. Nunca mais veremos prédios se desfazendo na poeira do tempo. Lá as ruas serão de ouro e a eternidade um presente de Deus. Nunca mais a nostalgia de um passado que não volta mais, pois lá cada segundo será um eterno presente e o próprio Jesus será nosso Governante, Senhor e Salvador sempre presente. Ele nos “enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram” (Ap. 21:4).

Conhecer Salvador foi muito bom, principalmente porque enquanto em minha cidade a temperatura estava próxima dos 10 graus, lá nós andávamos de camiseta. No entanto, melhor do que conhecer a cidade de Salvador será viver eternamente na cidade Do Salvador. Ah como eu quero estar lá. Você quer? Então, aceite o convite de Jesus registrado em Mateus 11:28 e prepare-se para este dia.

FIM DO SIMPÓSIO

Chegou ao fim o VIII Simpósio de Teologia e Missão realizado na Faculdade Adventista da Bahia. O período da tarde de domingo, 19 de julho, começou com uma plenária apresentada pelo Dr. Daniel Rode, professor da Universidade Adventista Del Plata na Argentina. Rode abordou sobre o desenvolvimento da missão nas etnias desde o Gênesis até o Apocalipse e comentou que há quatro grandes comissões de envio em Gênesis.
1) A missão de crescimento e multiplicação;
2) A missão de compartilhar a benção divina;
3) A missão de ser conduzido pelo El Shaday e compartilhar suas bênçãos;
4) A benção para todas as nações.

Mas a palestra mais procurada do Simpósio foi apresentada pelo Dr. Wilson Paroschi (foto ao lado), professor no Seminário Adventista Latino Americano de Teologia (SALT). Paroschi falou sobre a Hermenêutica Bíblica e os Pequenos Grupos. Ele analisou o problema da contextualização em Atos. Disse que este livro não pode ser um documento prescritivo mas sim descritivo. Segundo ele, o contexto mostra uma igreja que se reunia nas sinagogas, mas que teve que sair transferindo assim sua liturgia para as Sinagogas das casas, e que, além do sábado, eles se reuniam durante a semana nos lares. Posteriormente os judeus voltaram a transformar casas em templos com, no máximo, poucas pessoas que se reuniam.

O encerramento foi apresetado pelo Dr. Ganoune Diop, pastor na sede Mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia (Associaçao Geral). Ele falou sobre a religião Adventista, as religiões mundiais, o remanescente, as questões centrais da missão e enfatizou sobre a importância de levar as boas novas para as grandes religiões mundiais. “Mesmos tendo alguns pontos em que a Igreja pode se assemelhar as essas religiões ainda precisa levar as boas novas. Em toda história bíblica desde o Éden até Jesus, vemos as boas novas sendo levadas a todas as nações” destacou Diop.

E assim terminamos mais um simpósio. Inspiração, desafios, estudo, e capacitação seriam palavras adequadas para descrever este evento. Que a Missão maior de Jesus de ir, fazer discípulos de todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mat. 28:19,20) possam fazer parte do nosso estilo de vida.


Informações relatadas pelo Pr. Kelf Silva

domingo, 19 de julho de 2009

AULA PR. MARK FINLEY - Parte quatro de cinco

4º Princípio: Faça um rápido programa local.

• 20 minutos antes do início do evangelismo via satélite realize um programa local;

• Ordem do culto:
1. Vá à frente e dê as boas vindas;
2. Tenha boa música local;
3. Tenha um brinde especial para dar as pessoas (quem sabe um livro);
4. A partir da segunda noite, entregue a folha de teste para os convidados;
5. Gaste entre 8 a 10 minutos com a folha de teste de revisão do tema da noite anterior.
6. A Folha de teste é importante. Se os amigos apenas ouvirem o Pr. Mark Finley na tela e não virem o pastor local interagindo com eles e envolvido nos encontros, a quantidade de pessoas que tomará a sua decisão será muito menor pois a compreensão será menor.

• Caixa com perguntas:
Nesse programa local pode haver uma caixa com perguntas. Umas duas ou três perguntas podem ser respondidas antes da transmissão começar e outras perguntas mais simples podem ser encaminhadas ao Pr. Finley e ele responderá ao vivo. Isso vai fazer com que o Pr. Finley se identifique com as pessoas.

• E lembre-se de orar diariamente por seus amigos.

O ÚLTIMO DIA DO SIMPÓSIO

A manhã do domingo, 19 de julho, começou com uma plenária apresentada pelo Dr. Ron Clouzet (foto a esquerda), Sociedade Adventista de Teologia dos Estados Unidos. Ele enfatizou que devemos buscar intensamente o Espírito Santo e mostrou que a maior necessidade do ministério no cumprimento da Missão é o batismo do Espírito. Clouzet apresentou um estudo histórico sobre o Espírito Santo e a visão dos reformadores. Falou sobre o surgimento do Pentecostalismo moderno, seu crescimento explosivo e a verdadeira atuação do Espírito Santo. Além disso, mostrou também um estudo sobre o Espírito Santo nos escritos de Ellen White onde detectou que ela se refere ao Espírito Santo 10 mil vezes, à Chuva Serôdia cerca de 300 vezes, sinais e maravilhas 200 vezes e escreveu muitos capítulos sobre a obra do Espírito Santo. Ela também usa muitas expressões específicas como batismo, poder, unção, ser cheios, receber um dom, descida, benção, derramamento e habitação do Espírito Santo. No entanto “se quisermos pregar o evangelho ao Pentecostalismo moderno precisamos ter mais amor e paixão. Em contraste, porém, muitos adventistas tem lido cada vez menos a Bíblia e centenas tem lido cada vez menos o Espírito de Profecia, sem perceber que quanto mais longe das Escrituras as pessoas ficam tanto mais vulneráveis se tornam” lamentou Clouzet.

Logo após a plenária todos se dirigiram aos seminários. Assisti o seminário do Pr. Donato Azevedo (foto ao lado), líder de jovens para a região ocidental do Amazonas. Ele apresentou as lições intrínsicas da Missão de Jesus nos evangelhos sinóticos e suas implicações na sociedade pós moderna. Azevedo mostrou que a ênfase de Mateus é a necessidade de relacionamento, Marcos é a liderança pelo serviço e Lucas os temas sociais.

A última plenária foi apresentada pelo Dr. Wagner Kuhn (foto a esquerda) que enfatizou que o preparo para a obra missionária deve estar diretamente ligado com a ordem dada por Cristo de ir, ensinar, batizar e fazer discípulos. Para ele a missiologia deve ser transmitida a partir da família e incentivada na educação adventista. “Os desafios atuais na pregação do evangelho no mundo contemporâneo exigem que o missionário compreenda muito bem a teologia adventista e busque o Espírito Santo. É necessário que se entenda que o Espírito Santo é dado para que a igreja proclame o evangelho eterno com poder” afirma Kuhn

sábado, 18 de julho de 2009

50 anos de Esperança

Li esta semana o livro “50 Anos de Esperança”. O livro é uma auto biografia de David (Paul) Yonggi Cho, que atualmente pastoreia a maior igreja do mundo, com 750 mil membros divididos em 40 mil células. Clique aqui para ler mais, ou clique no Menu Pequeno Grupo no Ar.

POR HOJE É SÓ

Termina mais um dia de atividades do VIII Simpósio de Teologia e Missão. Nesta tarde, 18 de julho, os participantes assistiram a seminários específicos que abordaram diversos temas relacionados com a Missão e o crescimento da igreja. Assisti o seminário com o Pr. Élbio Menezes (foto a esquerda), líder do departamento de Mordomia Cristã para o sudoeste da Bahia. Ele apresentou os perigos que rondam a missão da igreja, e as tendências naturais de uma igreja e/ou movimento com mais de 100 anos de existência. Enfatizou que apesar das dificuldades e tendências de secularização a igreja vencerá. “A igreja é a menina dos olhos de Deus e triunfará. Não tenha medo de preparar a igreja para a volta de Jesus e conduzi-la segundo a vontade de Deus” concluiu Menezes.

A parte final ocorreu na Igreja do Campus com música especial apresentada pelo Quarteto Âncora, formado por funcionários da faculdade e com a última plenária do dia apresentada pelo Dr. Larry Lichtenwalter (foto ao lado)professor da Universidade Andrews, nos Estados Unidos. Lichtenwalter destacou que o livro do Apocalipse apresenta uma nova cosmovisão do mundo em que vivemos. Ele salientou que os 144 mil tem a mente de Cristo, ou seja, o Seu caráter, pois entenderam e aceitaram os valores de Deus. “Vemos uma batalha tomando lugar na mente das pessoas e o conflito entre o bem e o mal se intensificando. A transformação de sua mente só acontecerá com a pregação do evangelho” afirmou Lichtenwalter.

IMERSOS NA MISSÃO

A primeira plenária foi proferida pelo Dr. Ted Wilson (foto 1), vice presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Ele enfatizou que “a teologia e a missão são inseparáveis” e comentou que, no contexto das três mensagens angélicas, devemos dar glória a Deus, ou seja, adorá-lo com nosso estilo de vida, nosso vestuário, através das escolhas que fazemos, nos hábitos alimentares, entre outros.

O próximo seminário foi realizado pelo Dr. Mário Veloso (foto 2), pastor aposentado, que trabalhou 55 anos na obra pastoral e foi fundador do Seminário Latino Americano de Teologia (SALT). O Dr. Veloso, falou sobre “a Missão como vínculo real do crente com Cristo e com a igreja baseado em Col. 1:24-2:3”. Ele ressaltou que participar da missão é fundamental e que sem ela a nossa vida espiritual fica limitada. Mencionou também que Paulo estava disposto a sacrificar-se pela igreja pois estava disposto a sacrificar-se por Jesus. “Quando cumprimos a missão adquirimos a mesma identidade do Filho de Deus que foi missionário por excelência” afirmou Veloso.

A lição da Escola Sabatina foi apresentada pelo Dr. Ekkehardt Mueller, autor da lição da Escola Sabatina deste trimestre (foto 3). Dr. Mueller mostrou como a lição é produzida, e depois respondeu a perguntas, formuladas pelo Dr. Wilson Paroschi (foto 3), referentes a lição da semana. Ele também mostrou a razão pela qual foi escrita uma lição sobre as epístolas de João.

A seguir, todos se dirigiram para os seminários onde pude assistir o seminário do Dr. Clinton Wahlen, do Instituto de Pesquisa Bíblica dos Estados Unidos. Ele enfatizou que a Missão só terá sucesso se o Espírito Santo nos capacitar. “Se estivermos cheios do Eu não estaremos cheios do Espírito e ser cheios do Espírito Santo nos dias de hoje é vital para que recebamos a chuva serôdia” concluiu Wahlen.

A última plenária da manhã foi apresentada pelo Dr. Edward Zinke, professor do seminário adventista de teologia nos Estados Unidos. Ele discutiu sobre o papel do marketing na proclamação do evangelho e quais são os resultados de depender da cultura e não da Palavra de Deus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMPARTILHE

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More